Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

DataMark – Abril, 2016

Pela primeira vez em 12 anos, a transação no comércio eletrônico brasileiro pode cair, registrando um volume de R$ 62,4 bilhões neste ano, uma queda de 2,35% em relação ao ano passado. É o que constata a consultoria E-Consulting Corp..

Os números representam a soma trimestral das vendas online de setores como automóveis, bens de consumo e turismo. O cálculo do índice inclui em sua soma a potencialização do e-commerce B2C (Business to Consumer) nas modalidades tradicional, mobile commerce, social commerce e compras coletivas, além do C2C (Consumer to Consumer).

O segmento de bens de consumo é o que ainda possui maior representatividade, com 51,8% da fatia do varejo online, dentre as três categorias avaliadas pela consultoria. Se no ano passado o cenário deste setor era aquecido, cuja arrecadação foi de R$ 32,2 bilhões, em 2016 as compras de televisores, geladeira, smartphones, dentre outros itens, crescerá apenas 0,3%, tendo a previsão de arrecadar R$ 32,3 bilhões.

De acordo com Daniel Domeneghetti, CEO da E-Consulting Corp., o reflexo da retração está intimamente ligado com o encolhimento da economia, que impactou na confiança dos consumidores, na restrição de crédito e na inflação. Além deste cenário soma-se a nova regra do ICMS no comércio eletrônico, que aumenta a alíquota do imposto.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top