Mobilidade Corporativa: barreira está no modelo | E-Consulting Corp.
Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

Decision Report – Maio, 2010

Os serviços móveis oferecidos ao mercado corporativo ainda se restringem a projetos isolados com grandes e médias empresas ou serviços específicos de gestão de uso da rede de celular, mas o investimento na expansão das redes 3G pode mudar este cenário. Ou não. Na visão de Jorge Inafuco, diretor da consultoria Oficina de Negócios e Talentos, possibilidades de negócios no mundo móvel já existem agora, independente da cobertura da banda larga móvel.
Inafuco apresentou nesta quinta-feira, 29/04, durante evento Inovacomm Mobile Corporate, realizado na cidade de São Paulo, pela Vivo Empresas e Inova, uma possibilidade de utilizar o SMS como meio para fechar pedidos de anúncios feitos pela TV.
“O ShopTime, por exemplo, é o maior canal de vendas de cama, roupa e mesa, mas quando você tenta comprar o produto na hora do anúncio promocional, o canal é o telefone que segue a política dos call centers com um atendimento bastante demorado. Um código via SMS poderia aumentar as vendas dos anúncios”, sugere.
O que não falta são idéias como essa na cabeça de Inafuco que se baseia muito mais nas necessidades do negócio que nos desafios tecnológicos. Ele ensina que o varejo tem uma cultura pragmática e precisa vender mais: “se vai ser m-commerce, e-payment ou qualquer outro conceito não importa para o varejo. Ele precisa descobrir que esses conceitos podem resultar em mais venda”.
Inafuco ressalta que o mundo móvel retrata um contexto diferente do comércio eletrônico, mas precisa ser avaliado como um serviço inclusivo aos negócios já existentes e não como um negócio exclusivo. É esse olhar de inovação que pode transformar o cenário dos serviços corporativos. Ou seja, as operadoras ou os prestadores de serviços vão ter que sair dos conceitos fechados da tecnologia ou das redes para conhecer de perto os negócios da indústria e apresentar novas possibilidades para fazer as mesmas coisas.
Inafuco alerta ainda para o fato de que até agora a mobilidade corporativa foi explorada para reduzir custos, mas ela também pode ser o meio para aumentar as vendas.

Clique aqui para ler a matéria no site.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top