Promoção Digital, Design Dirigido | E-Consulting Corp.
Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

A real ou potencial retração da economia obriga as empresas de produtos e serviços a tomarem decisões diferenciadas em seus planejamentos estratégicos, a fim de reaquecer as suas vendas e, consequentemente, a economia como um todo.

Uma grande parte do budget das empresas está sendo direcionada para as de curto prazo – as ações promocionais, tanto no ponto-de-venda físico (seja ele qual for), como no virtual – tudo isso para privilegiar ações que tenham relação direta com os resultados das vendas.

As estratégias de comunicação das empresas vêm, na verdade, sendo táticas, uma vez que privilegiam a comunicação que traga resultados no curto prazo. E isso não tem significado aumento de verbas; ao contrário, tem contemplado um rearranjo de verbas, no sentido de uma compensação entre ações institucionais e promocionais, de uma melhor distribuição para que se tenha rapidamente um retorno do capital investido.

Quando se trata de promoções, existem particularidades de composição da ação em função da marca, produto/serviço, conceito, público e verba envolvidos. Por exemplo, algumas ações promocionais podem necessitar de mais mídia e marketing direto e outras podem utilizar uma campanha publicitária promocional para interagir com o consumidor.

Sem dúvida nenhuma, a promoção vem crescendo e se tornando uma arma fundamental para vendas, tanto no mundo offline, quanto no online.

Não podemos deixar de destacar que nestes últimos anos o crescimento das ações promocionais online tem aparecido com mais vigor nas estratégias de vendas das empresas, pois, diferentemente do mundo real, não há necessidade de grandes investimentos, nem de elevado capital de giro, para se estabelecer ações personalizadas e lucrativas na Internet.

Mas é preciso lembrar que a mesma promoção pode estar tanto no mundo offline quanto no online, e é aí que está um grande diferencial para as empresas no que tange à comunicação, pois sem a exata adequação na integração das diferentes mídias e mensagens, quem sai perdendo não é só o cliente, mas sim a empresa que vende o produto, pois sua marca perde força quando mal adequada.

Se as empresas de produtos e serviços estão reforçando a necessidade deste tipo de ação promocional, será que as empresas de comunicação, publicidade e design estão preparadas, com profissionais adequados, para este tipo de approach? Será que estes profissionais têm a expertise e o conhecimento necessários para o desenvolvimento destes projetos? Será que os consumidores são iguais e se comportam igualmente nos diferentes ambientes? Será? Será? Será?

Os profissionais e/ou empresas que querem operar esse negócio precisam saber que a linguagem promocional é bem diferenciada da linguagem institucional, uma vez que os consumidores, por mais parecidos que possam ser, não são iguais… e não se comportam de maneira similar em diferentes mídias.

Cada segmento tem maneiras particulares de ser e de agir; por isso, a comunicação tem que ser dirigida, personalizada e direcionada. E a comunicação visual é  muito importante nessa hora, pois é elemento fundamental do mix de comunicação e objeto direto de tangibilização da mensagem desejada.

A área de design está  vivenciando uma mudança concreta, muito mais consistente e importante do que a chegada das ferramentas de criação voltadas à Web. Após um longo caminho de co-existência, o design voltado às mídias digitais (Ex: criação de Sites, Hot Sites, Banners e peças online para Internet, TV Digital, Mobile, Blogs,, Redes, etc) separou-se, definitivamente, do design tradicional.

Com o fortalecimento desta tendência, o velho dilema do visual arrojado que acaba atrapalhando a navegação do internauta promete cair por terra. A idéia do design funcional (ou experience design) é aliar beleza com usabilidade, utilizando como base a navegação do usuário, e é isso que as “novas” empresas de promoção precisam ter como premissa.

Fica claro assim que identidade visual não é mais o ponto-chave da função do Webdesign, como muitos projetos têm sido encarados. Os projetos online, como  WebSites, Hot-Sites, Portais, Mobile, etc agora precisam ser vistos sob todos os seus ângulos, seja como canal de vendas, seja como ambiente de colaboração em comunidades e fidelização de clientes, seja como ponto institucional e canal de relacionamento.

Com isso, pode-se concluir que se o design é elemento visual fundamental da comunicação, e esta deve ser cada vez mais personalizada, então deve-se sempre buscar o design certo, para o público certo, na mídia e formato certos. É o design dirigido. Esta é a receita para uma boa comunicação visual, capaz de suportar as estratégias vencedoras de vendas das empresas.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top