Terceirizadas mantêm setor de contact center no azul | E-Consulting Corp.
Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

Blo do Call Center – Setembro, 2016

Crescimento chega a 7,81% entre 2015 e 2016

Começa o último trimestre de 2016. Nesse período, as empresas costumam realizar seu planejamento para 2017 e “colocam no papel” não só as ideias, como também suas receitas e custos. No caso do ramo de contact center, onde a tecnologia tem um papel fundamental, o cenário é promissor por conta das terceirizadas, responsáveis por manter o setor no azul.

Segundo a pesquisa anual realizada pela E-Consulting Corp, juntamente com o CIP (Centro de Inteligência Padrão), a expectativa de crescimento do mercado para esse ano é de 1,1%, chegando a R$ 46,1 bilhões em faturamento. Apesar da crise nacional, os números se mantêm positivos principalmente devido às operações terceirizadas, arrecadando possíveis R$ 16,71 bilhões, uma elevação de 7,81% em comparação a 2015.

“Existem dois pontos a serem considerados nesse levantamento. O primeiro é a clara importância da regulamentação dessa categoria, especializada em televendas, cobrança e atendimento ao cliente. A nova lei não só traria mais proteção para os operadores, como também aumentaria as oportunidades no mercado de trabalho”, analisa Carlos Henrique Mencaci, Presidente da Total IP – solução integrada de voz e e-mail para contact centers.

Aprovado na Câmara dos Deputados no ano passado, o Projeto de Lei 4330 – trata desse tema – aguarda votação no Senado. Caso passe, a contratação de terceiros poderá ocorrer para qualquer atividade, seja ela meio ou fim.

“Segundo, é necessário ressaltar a importância da tecnologia nesse ótimo resultado. Hoje temos ferramentas como o discador automático, potencializando a produtividade em até 45%. Os diversos tipos de URA também podem realizar procedimentos simples, como a confirmação de dados, reduzindo o custo da negociação como um todo”, finaliza Mencaci.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top