Comércio Eletrônico entre Empresas deve Movimentar R$ 1,51 Trilhão este Ano | E-Consulting Corp.
Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

Portal Cidade Biz – Março, 2014

Em 2014, as transações virtuais B2B (entre empresas) deverá movimentar R$ 1,52 trilhão, segundo estimativa da E-Consulting Corp., agência de análises e estratégias do comé4rcio eletrônico. O movimento esperado é 7% superior ao do ano passado, quando o B2B alcançou R$ 1,41 trilhão.

O B2BOL Companies, que é o comércio eletrônico praticado entre as trinta maiores empresas do país, alcançou R$ 1,23 trilhão no primeiro trimestre deste ano, contra R$ 1,14 trilhão no mesmo período de 2012. Os segmentos que mais representam neste nicho são os de bens de consumo duráveis e não Duráveis (11,1%), governo e agências públicas (9,1%), atacado & varejo (8,9%), química e petroquímica (8,0%) e telecomunicações, TI e internet, entretenimento e mídia (7,1%).

Já o B2BOL realizado entre e-marketplaces independentes – os chamados mercados digitais intermediários – atingiu o volume de R$ 283 bilhões no primeiro trimestre, contra R$ 269 bilhões no mesmo período do ano passado. Nesta categoria, consumo de duráveis e não duráveis (12,7%), atacado & varejo (6,5%),    química e petroquímica (10,5%), telecomunicações, TI e internet, entretenimento e mídia (8,2%) e utilities (6,6%) foram os mercados que se destacaram.

“O crescimento orgânico das transações web Business-to-Business se dá pelo fato do aumento dos investimentos em plataformas de e-commerce e ferramentas de gestão de conteúdo (catálogos online) pelas empresas, além da continuidade dos investimentos em integração end to end (pedidos de gestão, ERP, ferramentas financeiras, dentre outros) e multicanal”, comenta Daniel Domeneghetti, CEO e sócio-fundador da E-Consulting Corp..

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top