Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

Blog Tele.síntese – Março, 2015

Segundo E-Consulting, por conta do baixo desempenho previsto para a economia brasileira este ano, setor terá um crescimento menor que em 2014, quando registrou evolução de 6,61%.

O mercado de contact center deverá movimentar – seja nas operações terceirizadas ou nas internalizadas – cerca de R$ 45,6 bilhões em 2015 no Brasil, registrando um aumento de 3,78% em relação ao ano anterior, quando atingiu R$ 43,4 bilhões, após alta de 6,61%. Os dados são da consultoria E-Consulting.

A pesquisa, realizada com 613 das mil maiores empresas brasileiras de diversos segmentos e com as 50 maiores operadores de contact center do Brasil, revela que operações terceirizadas devem faturar R$ 15,5 bilhões neste período, com um crescimento de 3,73% – pela primeira vez em dois anos um valor maior do que o das operações internas.

Segundo a E-Consulting, o volume de investimento caiu devido à baixa clareza dos cenários de curto e médio prazo do setor e da economia como um todo. Há um “aumento da insegurança no processo de tomada de decisão dos executivos e a conseqüente barragem de alguns investimentos”, diz a empresa. E cita ainda pressões sistêmicas associadas às questões de água e energia, atuação dos sindicatos no Nordeste impactando o dia a dia das operações, queda da propensão de investimentos e menor contratação das empresas públicas, entre outros motivos para o ritmo mais lento do setor projetado para em 2015.

Pelas projeções da empresa, a participação dos contact centers do Nordeste cairá de 14,4% em 2014 para 11,8% em 2015. A fatia da região Sudeste, que ainda representa a maior parcela dentro do mapa geográfico do contact center no país, ficará em  58,8%. A região Sul também cairá de 18,8% para 17 %. O Centro-Oeste e o Norte devem ir de 9,6%, e 2,3%, respectivamente, para 8,7% e 1,3%.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top