Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

E-commerce brasileiro espera faturar R$ 77,5 bilhões em 2018

Digai, Abril, 2018

Uma recente pesquisa realizada pela E-Consulting, empresa focada em tecnologia e comunicação digital, revelou que o e-commerce brasileiro deve faturar R$ 77,5 bilhões em 2018. Isso seria um recorde para o mercado nacional, superando em mais de 20% o valor arrecadado em 2017.

Há dois anos, a mesma pesquisa apontava estagnação ou queda nos resultados operacionais das lojas virtuais brasileiras. Segundo o mesmo levantamento, um dos fatores que contribuíram para o crescimento no último ano foi a criação de novas possibilidades de pagamento para o consumidor.

O e-commerce brasileiro

Como já havíamos falado aqui no portal, os dispositivos móveis também foram responsáveis por impulsionar as vendas no ambiente digital. Segundo o estudo da E-Consulting, do faturamento esperado para o e-commerce nacional em 2018, 23,5% virá das plataformas mobile.

Para Daniel Domeneghetti, CEO da E-Consulting, os esforços das empresas para garantir uma melhor jornada de compra ao usuário e os investimentos das próprias empresas de telefonia, ajudaram a impulsionar as vendas através dos dispositivos móveis. A expectativa é que esse ano, 84% dos brasileiros façam alguma transação através deste canal.

Preferência do consumidor

O consumidor cada vez se mostra mais habituado a comprar através de dispositivos móveis. Entre os principais motivos que o levam a fazer isso, estão a comodidade (55%), confiança (46%), segurança (44%) e agilidade para finalizar a compra (26%).

Mas não é só o público que vai colaborar com o aumento do faturamento do e-commerce brasileiro. O levantamento da E-Consulting apontou que diversas lojas físicas planejam transferir suas operações para o ambiente digital, aumentando assim a oferta de produtos. Além disso, o tíquete médio do consumidor nacional deve aumentar em 2018, passando dos R$ 313,00 para R$ 319,00.

E aí, amigo, preparado para faturar mais através do e-commerce em 2018?

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top