Mobilidade Corporativa: Prós e Contras | E-Consulting Corp.
Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

Ferramentas de comunicação móvel, como e-mail e telefones celulares, são cada vez mais importantes e mais utilizadas nos meios profissionais, especialmente porque, paulatinamente, o conceito de local de trabalho deixou de ser, exclusivamente, sinônimo de mesas de trabalho e telefones fixos em endereços fixos.

Numa época de competição acirrada, em que atributos como velocidade, confiabilidade, disponibilidade e acesso a informações muitas vezes fazem a diferença no aumento da capacidade e da eficiência profissional das pessoas, agregando redução nos tempos de resposta aos acontecimentos do dia a dia, temos um cenário em que a mobilidade, suportada pela tecnologia e pelos avanços dos dispositivos de comunicação (celulares, smartphones, notebooks, PDAs, etc), transforma não somente a forma de se comunicar dos profissionais, como também a maneira de se trabalhar.

Embora a sua utilização seja reconhecidamente benéfica para os negócios pela grande eficiência e flexibilidade que conferem ao seu trabalho, há que se considerar, também, o outro lado desta moeda, o pessoal, onde a diluição dos limites entre os horários de trabalho e aqueles dedicados à vida pessoal se tornam tênues, em função da acessibilidade 24/7. A solução para este desafio é fundamental, já que funcionários e executivos cada vez mais usam ferramentas de comunicação móveis para atender ao crescente volume de trabalho realizado fora do escritório (com escritórios móveis, home-office e outros modelos).

De acordo com pesquisa realizada pela EIU (Economic Intelligence Unit), 75% dos participantes da pesquisa citaram a falta de limites entre o horário de trabalho e a vida pessoal como o principal aspecto negativo trazido pelas facilidades da comunicação móvel. Os participantes da pesquisa consideraram uma desvantagem estar “disponível” 24 horas.

Ainda, segundo a pesquisa, praticamente 1/3 dos entrevistados da pesquisa passam 40% ou mais do seu horário de trabalho longe do seu principal local de produção (que seria a mesa do escritório para 88% dos entrevistados) e aproximadamente a metade diz que passa de 20 a 40% do seu horário produtivo fora do seu principal local de trabalho. Esses números sugerem uma demanda crescente por ferramentas melhores que permitam que os trabalhadores aumentem a eficiência enquanto estiverem em trânsito.

Dentre todas as ferramentas de comunicação eletrônica disponíveis para realizar negócios, o correio eletrônico (e-mail) é a preferida, não importando o local de trabalho. Um total de 82% dos entrevistados responderam que, quando estão fora de suas mesas, mas ainda no escritório, querem que o seu e-mail esteja facilmente disponível, enquanto 49% preferem o acesso à Internet e 44% querem ter acesso ao telefone do escritório.

Depois da comunicação por voz (segunda ferramenta de comunicação mais popular em viagens de negócios), vem o serviço de mensagens curtas (SMS).

Com o aumento da complexidade dos negócios e da necessidade de se trabalhar cada vez mais conectado em redes produtivas de colaboração e relacionamentos, seja com colegas de trabalho, fornecedores, parceiros, seja com clientes ou colaboradores de projeto, tanto o conteúdo, como as ferramentas que devem estar disponíveis para melhorar o processo de produção em trânsito das pessoas também têm sofrido demandas por melhorias e upgrades.

Um total de 75% dos entrevistados considera as ferramentas móveis muito importantes ou cruciais para o seu sucesso (menos de 2% não as consideram importantes). 59% dos entrevistados consideram a maior rapidez em responder aos colegas como sendo o principal benefício da mobilidade, seguido de acesso a informações em tempo real (57%), tomada de decisões mais rápida (56%) e maior flexibilidade em relação a quando e onde trabalhar (53%).

As ferramentas e as tecnologias móveis têm a capacidade de afetar todos os aspectos das nossas vidas profissionais. Elas podem facilitar a comunicação, manter os funcionários informados em tempo real e reduzir as horas passadas na mesa de trabalho. Entretanto, juntamente com a liberdade ou modelo de trabalho mais dinâmico e versátil, a mobilidade constitui-se num assunto em que os prós são tangíveis e claros, porém os contras ainda são um assunto sem limites pré-definidos, onde espera-se que o bom senso seja o grande fiel desta balança.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top