O Impacto das Tecnologias MCC nos Principais Ativos Intangíveis Corporativos | E-Consulting Corp.
Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

O Impacto das Tecnologias MCC nos Principais Ativos Intangíveis Corporativos

O papel disruptivo das novas tecnologias MCC (Mobilidade, Convergência e Colaboração) no modelo de negócio das empresas e no comportamento dos mercados tende a expandir, cada vez mais, o horizonte competitivo para a diferenciação através dos ativos intangíveis.

No contexto onde o virtual anda lado a lado com o “não-tangível”, as empresas tenderão a se tornar mais tecnológicas, com seus processos, produtos serviços e canais fortalecidos pela evolução e barateamento das tecnologias da informação e comunicação.

No final das contas, a Tecnologia da Informação – de acordo com sua dinâmica infra/hardware/software – tangível X arquiteturas/modelos/dados/experiências intangível – será o principal ativo direcionador da integração dos demais ativos intangíveis em arquiteturas e estruturas que habilitarão a conexão contínua da empresa com os players de seu ecossistema e com seus clientes, com finalidade última de disponibilizar ambientes eficazes e colaborativos (anytime anywhere) como suporte às relações de transação e consumo.

Dessa forma, as tecnologias MCC farão com que a performance das empresas seja potencializada em seus principais ativos intangíveis. Detalhamos abaixo seu impacto em 8 dos intangíveis mais importantes junto com uma breve visão de como serão alavancados com resultados superiores através da Mobilidade, Convergência e Colaboração.

<strong>TI</strong>

A TI, como ativo habilitador dos demais ativos, representa o chassis, a infra-estrutura e a capacidade do modelo de negócios da empresa de se integrar com os demais agentes de sua cadeia de valor. A revolução da adoção do MCC permite a significativa coerência de investimentos feitos em TI e infra-estruturas de acordo com papel estratégico de TI no negócio da empresa e seu perfil de inovação tecnológica, além de agregar inteligência, agilidade, simultaneidade e compartilhamento.

<strong>Inovação</strong>

O ativo Inovação, potencializado pela MCC, tem seu papel enfatizado como principal fonte de diferenciação e criação de novo valor no médio e longo prazo, tanto em processos, como em produtos/serviços. A gestão do P&amp;D e da inovação (modelo, premissas, área, responsáveis, processos, etc) e apoio formal à pesquisa e desenvolvimento interno e com parceiros (como fornecedores, universidades e centros de pesquisa) é alavancado através de plataformas colaborativas MCC.

<strong>Conhecimento Corporativo</strong>

Da mesma forma, para o ativo Conhecimento Corporativo, que representa o arsenal de dados e informações estruturadas e aplicáveis à estratégia e objetivos da empresa, as tecnologias MCC contribuem de forma fundamental em toda sua dinâmica de geração, armazenamento, gestão e utilização, desde a adoção de programas e canais sistemáticos de disseminação de conhecimento com o mercado/stakeholders, até a potencialização dos mecanismos de knowledge-sharing entre colaboradores e com parceiros, fornecedores, clientes e comunidades de práticas internas e abertas associadas às práticas/temas da empresa.

<strong>Talentos</strong>

O resultado da aplicação de um Conhecimento Corporativo “turbinado” pelas tecnologias MCC impacta diretamente na qualidade e valor de outro intangível fundamental: Talentos.

Ativo-chave do Capital Intelectual das companhias, o ativo Talentos representa a fonte fundamental de geração dos demais ativos tangíveis (resultados) e intangíveis (valor) da empresa. O investimento em treinamento e programas de valorização de talentos – bem como a decorrente capacidade de contratação de talentos – influenciam diretamente na qualidade percebida do management da empresa, em comparação com a performance dos concorrentes. Em um cenário cada vez mais carente de talentos e de mão de obra qualificada, possuir um ativo intangível diferenciado como Talentos é chave para resultados superiores.

<strong>Clientes e Consumidores</strong>

Em mercados cada vez mais disputados, uma base sólida do ativo Clientes e Consumidores é essencial para sustentar as estratégias corporativas, seu cash flow e a geração futura de valor na perpetuidade. A adoção dos modelos tecnológicos de MCC permitem a construção de estrutura únicas de canais de relacionamento e comunicação com clientes bem como a implantação de canais transacionais integrados como vendas remotas, e-commerce, m-commerce e demais formatos que se configuram, per se, como novos e amplos mercados a serem explorados.

<strong>Marca</strong>

São os clientes e consumidores satisfeitos que valorizam significativamente a reputação, formada pela credibilidade e pela imagem da empresa, traduzidas em sua marca. A Marca – como ativo central que congrega, representa e materializa a percepção dos demais ativos tangíveis e intangíveis da empresa – uma vez inserida no contexto MCC, impacta diretamente o posicionamento corporativo e a proposta de valor da empresa para seus públicos e mercados, integrando a percepção das interações offline dos pontos de venda, comunicação impressa, campanhas de TV, eventos, etc às novas mídias, tais como Internet, Redes Sociais e Mobile e ao novo mundo dos games e aplicativos, que amplificam o senso de proximidade, pertencimento e experiência diferenciada.

<strong>Governança Corporativa</strong>

A Governança Corporativa é o grande bastião da credibilidade da empresa, se apresentando como ativo de confiabilidade e qualidade da gestão, essencial a qualquer empresa, principalmente às empresas de capital aberto que necessitam de transparência e comunicação constante com seus públicos. A adoção de tecnologias MCC aperfeiçoa os modelos formais de Governança Corporativa (em profundidade, abrangência e transparência), agregando profissionalização à gestão e ao relacionamento com acionistas, principalmente minoritários, permitindo sua maior participação associativa e maior influência no fluxo decisório da corporação, além de potencializar sensivelmente a capacidade e a consistência entre ser e parecer ser transparente.

<strong>Sustentabilidade</strong>

A Sustentabilidade Corporativa permite a adoção de modelos, diretrizes e valores do “como” se realizar as atividades corporativas no Triple Bottom Line (Econômico, Social e Ambiental), considerando seus impactos diretos e no entorno de negócios. As tecnologias MCC habilitam o uso consciente da mídia e modelos de relacionamento com as partes interessadas fundamentais para a manutenção da chamada licença para operar da empresa, ancorada fortemente na satisfação social e no gerenciamento de crises, além de possibilitar o engajamento e a colaboração dos públicos relevantes no que se refere às causas e bandeiras defendidas pela empresa.

Em resumo, os investimentos em tecnologia MCC e seus modelos derivados, como Big Data, Cloud e As A Service, tendem a apresentar um potencial de resultado e geração de valor sensivelmente mais significativo ao longo de seus processos de maturidade.

Os impactos habilitadores e qualificadores do tripé MCC nos ativos TI, Inovação, Conhecimento Corporativo, Talentos, Clientes e Consumidores, Marca, Governança Corporativa e Sustentabilidade não somente justificam seus investimentos, como se tornam prementes e prioritários às empresas que desejarem competir, se diferenciar e se perpetuar nos mercados vindouros.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top