Varejo on-line deve chegar a U$ 69,7 bilhões em 2011 | E-Consulting Corp.
Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

TI INSIDE- Julho, 2010

O Índice do Varejo Online – soma dos volumes de transações on-line de automóveis, turismo e bens de consumo (lojas virtuais e leilões para pessoa física) – medido trimestralmente pela consultoria em estratégia e tecnologia E-Consulting, aponta que o comércio eletrônico na América Latina e Caribe deve alcançar cerca de U$ 69,7 bilhões em 2011, o que representará uma taxa de crescimento anual composto (CAGR, na sigla em inglês) de 19,4% no período de 2003 a 2011.

A cifra, se confirmada, consolidará o Brasil como o maior mercado de comércio eletrônico, representando 45% do total, seguido de México, Venezuela, Argentina, Chile e Colômbia, que juntos representam 35%, e os demais países com 10% de representatividade.

No Brasil, neste primeiro semestre, os produtos mais vendidos na categoria bens de consumo foram mídias – CDs, DVDs e games –, que totalizaram R$ 1,91 bilhão, seguido por saúde e beleza, com R$ 1,88 bilhão, e em terceiro lugar os livros e periódicos, com faturamento total de R$ 1,65 bilhão. E-Consulting avalia que o CAGR desta mesma categoria será de 31,5% no período entre 2002 e 2012. Já a subcategoria telefonia celular (devices + SVAs-serviços de valor agregado), com 66,5% de CAGR, é o maior destaque. Os principais impulsionadores desse crescimento serão as ofertas de serviços de valor agregado via internet, a popularização das lojas de aplicativos on-line e aumento do número de devices com acesso a internet.

Clique aqui para ler a matéria no site.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top